Vídeo comemorativo 18
anos Sindscoce. Confira!!
Hino sindical
Confira!!

sindscoce
Onde nos localizamos PDF Imprimir E-mail

Agradecemos pelo seu cadastro/recadastro em nossa lista de email.

Ative sua assinatura!

Acabamos de enviar para seu e-mail um link de confirmação .

Para ativar a sua assinatura, verifique no seu e-mail e clique no link de confirmação.

Você não vai receber a sua assinatura até você clicar nesse link para ativá-lo...

 

CASO NÃO RECEBA NOSSA MENSAGEM DE CONFIRMAÇÃO.

Adicione nosso endereço de e-mail á sua lista de Remetentes confiáveis.

Verifique na pasta lixeira eletrônica/Spam do seu email.

Instruções passo-a-passo:

- Na sua conta de email, localize a sessão Lixo eletrônico/Spam e identifique o local para autorizar o recebimento de email(normalmente é a opção Remetentes confiáveis ou domínio a ser marado como confiável).

Com isso, você garante que nossos e-mail chegarão na sua caixa de entrada e não vão 

acidentalmente parar na caixa de Spam..

 

SINDSCOCE

 

Sindicato do Servidores em Conselhos e Ordens de Fiscalização Profissional e Entidades Coligadas Afins do Estado do Ceará.


Rua Barão do Rio Branco, 1071, Salas 1103 -

Bairro: Centro

Cidade: Fortaleza/CE

CEP: 60.025-061

Fone: 85 3254-2381

 
Carta Sindical PDF Imprimir E-mail

 
Contribuição PDF Imprimir E-mail

Contribuição


CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS (GRCS, Assistencial e Mensal)

A Contribuição Sindical – GRCS é obrigatória para todos os funcionários de Conselhos e Ordens e Entidades Coligadas e Afins do estado do Ceará para serem repassadas ao Sindscoce até o dia 30 de abril do ano em curso, obrigatoriedade esta instituída através da CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas nos seus artigos  579, 580 e 582.

A contribuição assistencial é obrigatória para todos os trabalhadores? A resposta para essa pergunta é sim, se for autorizado pela pelos funcionários não sindicalizados.

É importante que os companheiros tenham a consciência de que essas formas de contribuição são extremamente importantes para que os sindicatos se “mantenham de pé”, pois é através delas que esses órgãos conseguem manter estáveis suas estruturas a fim de continuarem defendendo os interesses de todos os trabalhadores. Porém, não são todos que têm essa visão. Alguns membros da categoria não sindicalizada são contra essa taxa, porém, não deixam de ser beneficiados nos Acordos Coletivos.

Antes de os sindicatos surgirem, os direitos dos trabalhadores praticamente não existiam. Por isso, temos de abrir os olhos para a importância do recolhimento da taxa. Com ela, temos mais força para agir perante as situações que deturpem a nossa imagem. É essencial que todos aqueles que ainda não fazem parte da comunidade contribuinte, passem a ver com outros olhos o real valor do pagamento.

Paulo Castro

Diretor Sindscoce

 

PASSO A PASSO PARA GERAR A GUIA DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL PELO SITE DO MINISTÉRIO DO TRABALHO
WWW.MTE.GOV.BR LINK DO LADO ESQUERDO
CLICA EM RELAÇÕES DO TRABALHO
CLICA EM CONTRIBUIÇÃO SINDICAL
CLICA EM EMITIR GUIA DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL
CLICA EM EMITIR GUIA DE RECOLHIMENTO
CLICA DO LADO ESQUERDO EM INCLUIR GUIA
TIPO DE IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE SE FOR POR
CNPJ 63.501.639/0001-70 OU POR
CODIGO SINDICAL 03957
GRAU DA ENTIDADE SINDICATO
CLICA EM CONFIRMAR
QUANDO APARECER O NOME DO SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZACAO PROFISSIONAL E ENTIDADES COLIGADAS AFINS CE
PREENCHER OS DADOS DA GUIA, CONFIRMAR E GERAR O BOLETO DO ANO PRETENDIDO.
Fortaleza – CE 12 de novembro de 2009
Paulo Castro
Diretor Tesoureiro Sindscoce

 

 
Histórico PDF Imprimir E-mail

 

ATA DE ELEIÇÃO DA GESTÃO 2006-2010 [ + leia]

 


PRIMEIRA ATA DE CRIAÇÃO SINDSCOCE <leia >


No dia 29 de abril de 1991, o primeiro passo para o que hoje é o Sindicato dos Servidores em Conselhos e Ordens de Fiscalização Profissional e Entidades Coligadas e Afins do Estado do Ceará (Sindscoce) era tomado. Na época, nove servidores de autarquias como o Conselho Regional de Medicina (Cremec), o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito-6), o Conselho Regional de Contabilidade (CRC), o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e o Conselho Regional de Economia (Corecon) decidiram oficializar a criação de um órgão que representasse a classe trabalhista cearense.


De acordo com documentos registrados na primeira reunião, a produção deste sindicato já era algo almejado há anos pelos servidores. Num primeiro momento, foi discutida a criação de uma diretoria provisória que, posteriormente, se reuniria para definir o estatuto do sindicato e as questões relativas à conscientização dos servidores da importância do Sindscoce.

Definida a comissão provisória, os membros iniciaram momentos de visita aos conselhos, divulgando o que representa o sindicato e repassando informações sobre o órgão.

Em 1991, a primeira diretoria provisória do Sindscoce era composta por: Manoel Brito Junior (Cremec), presidente; Francisco Wilson Ferreira da Silva (CRC), vice-presidente; Regina Lúcia Magalhães Cruz (Corecon), secretária geral; Francisco Emanoel Sampaio de Souza (Crea), tesoureiro; e Fátima Maria Sampaio de Barros (Cremec), diretora de divulgação. De início, os trabalhos desta equipe foram elaborados num período de seis meses, enquanto a elaboração do Estatuto era concluída.

Ao contrário do que se encontra hoje, quando os membros se reúnem na sede do Sindscoce, no início as primeiras reuniões não tinham um local próprio de realização. Para que as discussões fossem feitas, os membros se reuniam todas as quartas-feiras, às 18h30min, na sede do Cremec. Nesses dezoito anos de atuação, a sede própria foi apenas uma das conquistas alcançadas. De 1991 a 2009, o Sindscoce vem lutando constantemente por causas que favoreçam os trabalhadores, como é o caso das negociações que envolvem o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), a redução da carga horária, os aumentos salariais, incentivos sociais, etc. Iniciativas que só se tornaram possíveis graças a dezoito anos de trabalhos realmente representativos.

A atual diretoria conta com a participação de doze (12) funcionários de diversos conselhos e ordens, a saber, Conselhos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – Crefito-6, Conselho de Medicina – Cremec, Conselho de Administração – CRA, Conselho de Odontologia – CRO, Conselho de Serviço Social – CRESS, Conselho de Corretores de Imóveis – CRECI, Ordem dos Advogados – OAB, Ordem dos Músicos – OMB.

Além das atribuições inerentes ao Sindicato, como por exemplo, negociações e acordos coletivos de trabalho, dissídios, estamos realizando convênios com instituições de interesse para a nossa classe com o SESC, SENAC, FANOR, César Cabeleireiros, IAC Informática, ENAP, Faculdades Cearenses, Faculdade Ateneu, CAACE, etc., no intuito de proporcionar maiores benefícios aos filiados.

Paulo Castro

Diretor Sindscoce